Notícias Esporte Você Comunidade

INSEGURANÇA

Moradores do Guamá vivem rotina de medo

Pará
Publicidade

Quarta-feira, 03/11/2010, 03h22

Seja educado: cidadania depende dos nossos atos

Tamanho da fonte:

Você costuma usar do jeitinho para furar filas? Estaciona o carro nas calçadas, mesmo para ir “rapidinho” em um lugar? Para o carro em fila dupla, somente ligando o pisca-alerta? Costuma jogar lixo no chão quando ninguém está vendo? Leva o cachorro pra passear e não junta as fezes do animal da via de circulação? Ser cidadão não é apenas cobrar dos governantes por melhorias na sua cidade, mas também contribuir para a limpeza e o ordenamento de Belém, evitando atos que podem prejudicar outros cidadãos.

O DIÁRIO percorreu algumas ruas de Belém no feriado do Dia de Finados para verificar se os paraenses estão conscientes dos seus deveres ou se estão deixando de cumprir sua parte no ordenamento urbano e na construção da cidadania. A primeira curiosidade surgiu na calçada da Governador José Malcher, próximo à 9 de Janeiro.

Em duas árvores no meio da calçada, as placas pregadas ali revelam a revolta de um morador cansado do abuso de pessoas que passeiam com cães e não tomam providência quando o animal faz suas necessidades na calçada: “Este espaço não é sanitário de cachorros. Não seja cagão como seu cachorro cagão”. Infelizmente, a reportagem não conseguiu encontrar o autor de tamanha revolta.

FILA DUPLA

Por todo o centro, as cenas se repetem: carros e motos estacionados pelas calçadas, desrespeitando o direito de ir e vir da população, obrigando os pedestres a se espremerem para passar ou andando pelo meio da rua. Flagras também próximo do cemitério Santa Izabel, na José Bonifácio. Carros faziam fila dupla e tripla, dificultando o trânsito no local. “Nós convivemos com isso diariamente. São tantos abusos, que nos sentimos desamparados nos nossos direitos”, reclama a estudante Luciana Moraes. Os motoristas não falam sobre o assunto.

Interesse coletivo acima de tudo

Para o sociólogo Romero Ximenes a falta de cidadania de algumas pessoas e o não cumprimento do Código de Posturas, é reflexo das pessoas não entenderem que devem seguir o interesse coletivo. “É uma discussão difícil, pois é complicado fazer a diferenciação de como é que eu me comporto diante do interesse geral e do meu interesse”, explica. “O indivíduo tem que entender que o interesse dele é algo em meio a uma multiplicidade de interesses. Mas isso demanda o entendimento da diferença entre ele e a outra pessoa”.

Ximenes entende que o fato de não considerar o interesse maior em frente ao particular, faz com que os indivíduos achem que sempre estão certos quando são questionados sobre a sua infração. “A pessoa faz as coisas pensando que está certa. O pensamento é: todo mundo faz, eu posso fazer. E quando a pessoa é punida, se julga injustiçada”, exemplifica. “Fila dupla, por exemplo. A pessoa também acha que não tendo estacionamento na frente do colégio, ela tem o direito de estacionar em fila dupla. O governo que dê o jeito de criar uma vaga ali pra ela”.

O sociólogo descreve outra situação corriqueira. “Filas, por exemplo. Ninguém entende a questão da fila como sinal de organização, como em outros países. Aqui as pessoas não admitem ter que enfrentar filas”, compreende.

FALTA MODELO

Para contornar esse tipo de situação, no entendimento dele, é preciso renunciar seu interesse para abarcar o interesse do outro. “Tem que ter uma regra ideal. Falta, no Brasil, um modelo que convença todo mundo. O País não encontrou ainda um modelo de comportamento a ser seguido”, avalia. “E não são só leis rígidas. O cidadão tem que se sentir respeitado para respeitar”. (Diário do Pará)

EXEMPLOS DE FALTA DE CIDADANIA

-Estacionar nas calçadas e debaixo de placas que proíbem estacionar naquele local;

-Subornar ou tentar subornar fiscais de trânsito quando comete alguma infração;

-Ficar falando no celular enquanto dirige;

-Fazer ultrapassagens indevidas ou parar em filas duplas, em frente de escolas e locais de grande movimentação;

-Furar filas em bancos e órgãos públicos;

-Utilizar o estabelecimento comercial para tomar conta das calçadas com mesas, cadeiras, placas e outros;

-Estacionar em faixas exclusivas para pedestres;

-Comprar produtos falsificados;

-Jogar lixo na frente da casa dos outros ou em terrenos abandonados;

-Não juntar as fezes dos animais quando levá-los para passear.

Comentários Recentes

  • Pedro Santos disse: Comentário postado em 03/11 Quarta-feira às 19:34h " É verdade que a maioria de nossa população se comporta de forma inadequada no que se refere a cidadania e educação cívica e ambiental, denotando absoluta falta de consciência a respeito desses temas. Porém, cabe ao poder público cumprir sua obrigação constitucional de educar o povo (vide Constituição da República Federativa do Brasil, artigos 6, 21 XX, 23 V e VI, 196, 205 e 225, além de Leis Federais complementares, como Lei 9.795, artigo 27 da Lei 11.445), empreendendo ações em parceria c/ a sociedade civil, visando tornar nosssa população mais civilizada epreparada para viver em harmonia social. "
  • tode disse: Comentário postado em 03/11 Quarta-feira às 09:05h "Isto tudo são caracteristicas de 80% da população paraense, e não venham dizer que estou falando mal do povo mas é a verdade e ela dói e principalmente nos lugares de maior poder aquisitivo, Braz, colégios caros, escolas de danças enquanto o lixo pagam para levar para o suburbio e lá então. Eu mesmo varro a minha porta todos os dias inclusive tres metros da rua na frente."
Mostrar mais comentários [+]
Siga-me

Lojas do Tem! (Classificados)


IT Center
Shopping Pátio Belém - 2o piso
Shopping Castanheira - 1o piso
Gaspar Viana, nº 778
Yamada Plaza (Av. Gov. José Malcher)
Yamada Plaza (Castanhal)
Formosa Duque (Subsolo)
Formosa Cidade Nova (Subsolo)
RBA - Av. Almirante Barroso, 2190


Call Center Tem! (Classificados)
(91) 4006-8000

Fale Conosco

(91) 3084-0100

Central do Assinante

(91) 4006-8000

Endereço

Av. Almirante Barroso, 2190
CEP 66095.000 - Belém-PA

Redação


(91) 3084-0119
(91) 3084-0120
(91) 3084-0126
(91) 3084-0100

Ramais: 0209, 0210 e 0211

Twitter