Notícias Esporte Você Comunidade

BANPARÁ

Justiça suspende resultado de concurso

Pará
Publicidade

Quinta-feira, 22/09/2011, 06h44

Professores da rede estadual anunciam greve

Tamanho da fonte:

Em assembleia geral realizada na manhã de ontem, em Belém, os professores do ensino médio e fundamental da rede estadual de ensino decidiram cruzar os braços a partir de segunda-feira, dia 26. A paralisação pode atingir cerca de 1.200 escolas e deixar 800 mil alunos sem aulas.

Os professores reivindicam pagamento imediato da diferença entre o que recebem hoje e o piso nacional do magistério, de R$ 1.187. Esse valor foi aprovado pelo Congresso e referendado pelo Supremo Tribunal Federal após ser contestado judicialmente por cinco governadores. Segundo cálculos do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Pará (Sintepp), a diferença seria de R$ 97, mas o governo apontou a possibilidade de pagar R$ 27. “Esse piso já vai ser reajustado e nós nem conseguimos receber ainda o valor de R$ 1.187”, diz a coordenadora-geral do Sintepp, Conceição Holanda.

O governador do Pará, Simão Jatene, reuniu neste mês os servidores da educação. Disse que pagaria 30% do que falta para chegarem ao piso e prometeu também antecipar, já para setembro, a implantação do Plano de Cargos Carreiras e Remuneração (PCCR) dos professores, aprovado pela Assembleia Legislativa em junho de 2010. A previsão é de que o plano comece a ser implementado em outubro. Na assembleia de ontem de manhã, contudo, os professores decidiram manter a proposta de paralisação para tentar receber o piso nacional integral. “Fizemos nossos cálculos e o que será acrescido no salário base dos professores são R$ 27”, ressalta o coordenador do Sintepp/Belém, Elói Borges.

Para Borges, a antecipação da implantação do PCCR foi uma manobra do governo para tentar acalmar os ânimos dos professores, já que não pagaria o valor necessário para que os professores chegassem ao piso nacional. A partir de hoje, o Sintepp começa a mobilização em todo o Estado. Nesta quinta e sexta-feira, haverá aula normal. “Vamos esclarecer aos pais e aos alunos as razões da greve”, diz Conceição Holanda. Ontem mesmo o Sintepp enviou ofício à Secretaria de Estado de Educação (Seduc) pedindo audiência de negociação na segunda-feira.

Em nota enviada à redação, a Seduc diz que respeita o direito de greve dos trabalhadores, mas lamenta a paralisação principalmente em função dos alunos, que já tiveram o calendário escolar comprometido por greves anteriores.

Ainda na nota, a Seduc diz que o governo do Estado “mostrou todo o esforço em implantar o PCCR, apesar da dificuldade orçamentária encontrada no início deste ano - deixada pelo governo passado”. “A atual gestão estadual fez os ajustes necessários no plano, aprovado no ano anterior, mas não colocado em prática em 2010. O atual governo cumpriu com a promessa e implantou o PCCR”.

Em relação ao piso salarial, segundo a nota, a Seduc aguarda uma sinalização do Ministério da Educação, que irá dar a complementação necessária a fim de que sejam pagos os 100%.

A greve deve tumultuar o calendário escolar da rede pública estadual. De acordo com informações do próprio Sintepp, há escolas como a Almirante Tamandaré, em Belém, que só iniciaram as aulas no segundo semestre por reformas no prédio.  (Diário do Pará)

Comentários Recentes

  • Surrender disse: Comentário postado em 23/09 Sexta-feira às 16:46h "D. Edimar vá cobrar do Governador que é ele o Executivo e que não está cumprindo a Lei. "
  • Edimar da Silva Cavalcante disse: Comentário postado em 23/09 Sexta-feira às 09:34h "Não sei para quem recorrer, pois meus dois filhos, que estão na rede estadual de ensino, só agora iniciaram a 2ª avaliação e, já estão anunciando nova greve. Respeito o direito dos professores, só quero saber onde fica o direito dos alunos? "
  • Professor disse: Comentário postado em 22/09 Quinta-feira às 14:42h "É um direito líquido e certo. Não temos porque deixar emperrar goela abaixo um "cala-te a boca" de míseros 27 reais. A culpa da greve não é dos professores, é do governo que vê a educação como gasto e não como investimento. Deveriamos unir professores, alunos e seus pais para enfim pressionar o governo a melhorar a qualidade da educação nesse estado que vai de mal a pior, e a culpa é dos professores?"
  • JOSÉ RIBAMAR disse: Comentário postado em 22/09 Quinta-feira às 14:28h "Alo professores, aproveitem essa greve para o dia 28.09.2011 junto com os taxistas. Pois essas autoridades que nao querem lhe dar o aumento vao assistir ao jogo de camarote junto com o governador Simao Jatene. Faça valer os seus direitos, nao deixes eles assistirem o jogo de ARGENTINA X PERNAS-DE-PAUS enquanto eles nao resolverem os seus direitos. A Seduc diz que o governo do Estado mostrou todo o esforço em implantar o PCCR, apesar das dificuldades orçamentária encontrada no início desse ano.Esse negócio de a Seduc aguardar uma sinalizaçao do Ministério da Educaçao, que ira dar a complementaçao a fim deque sejam pagos os 100%, é mentira, eles querem ganhar tempo so pra voces nao fazerem a greve e nao prejudicar o jogo do Brasil do dia 28. Vai uma cambada de políticos para ver o jogo. Mais de 2.000.000 milhoes o governador Jatene gastou na reforma do estádio, mas pra remunera-los os professores poem a maior dificuldade. A greve dos taxistas vai rolar também. Agora como o pessoal vai se deslocar para o Mangueirao ?"
  • No Surrender disse: Comentário postado em 22/09 Quinta-feira às 13:52h "Fora Jatene! Fora PSDB inimigos da Educação Pública: GREVE GERAL JÁÁÁÁ!!!!!!!!!!! EM TODO OP BRASIL."
Mostrar mais comentários [+]
Siga-me

Lojas do Tem! (Classificados)


IT Center
Shopping Pátio Belém - 2o piso
Shopping Castanheira - 1o piso
Gaspar Viana, nº 778
Yamada Plaza (Av. Gov. José Malcher)
Yamada Plaza (Castanhal)
Formosa Duque (Subsolo)
Formosa Cidade Nova (Subsolo)
RBA - Av. Almirante Barroso, 2190


Call Center Tem! (Classificados)
(91) 4006-8000

Fale Conosco

(91) 3084-0100

Central do Assinante

(91) 4006-8000

Endereço

Av. Almirante Barroso, 2190
CEP 66095.000 - Belém-PA

Redação


(91) 3084-0119
(91) 3084-0120
(91) 3084-0126
(91) 3084-0100

Ramais: 0209, 0210 e 0211

Twitter