Notícias Esporte Você Comunidade

DIEESE

Preço do caranguejo teve reajuste de 10,37%

Pará
Publicidade

Sexta-feira, 09/12/2011, 03h35

Grupo Rede pode ser colocado à venda

Tamanho da fonte:

A direção da Celpa se negou a confirmar, mas também não negou, nesta quinta-feira (8), a informação de que o controle da Rede Energia foi posto à venda. A notícia, com origem em São Paulo, onde fica o comando do grupo, foi veiculada ontem por agências de notícias nacionais. “A Celpa não vai se pronunciar hoje (ontem) sobre o assunto”, afirmou uma fonte da assessoria da empresa.

Ela admitiu a possibilidade de ser divulgada hoje uma nota expondo oficialmente a posição da companhia. Se isso acontecer, a nota provavelmente confirmará a venda.

A matéria mais completa sobre a anunciada venda do controle da Rede Energia foi publicada pelo Valor Econômico. Segundo o jornal, o Grupo Rede, dono da concessão de distribuidoras de energia em sete Estados brasileiros – incluindo o Pará, com a Celpa – vem enfrentando há anos dificuldades financeiras, com prejuízos frequentes e tendo de administrar um alto endividamento.

O último balanço do grupo, com dados do terceiro trimestre deste ano, conforme revelou o Valor, mostra vencimentos de empréstimos e financiamentos de curto prazo na ordem de R$ 2 bilhões, além de outros R$ 5 bilhões de obrigações de longo prazo.

PROPOSTAS

A notícia publicada no Valor Econômico diz que Jorge Queiroz, o acionista controlador do Grupo Rede, colocou à venda sua parte na empresa, que corresponde a 54% do capital total. Os interessados têm até o fim da semana para analisar a companhia e fazer suas propostas ao Banco Bradesco de Investimento (BBI), contratado para conduzir a operação.

O Rede tem, entre seus acionistas, o Fundo de Investimento do FGTS, que fez um aporte de cerca de R$ 500 milhões há pouco mais de um ano, e o BNDESPar, que transformou em ações parte da dívida da companhia.

A Celpa, uma das empresas controladas pelo Grupo Rede, foi privatizada através de leilão público no dia 7 de julho de 1998, no primeiro governo de Almir Gabriel. O preço de venda da empresa alcançou, na época, a cifra de R$ 450 milhões.

No ano passado, o engenheiro Flávio Decat, um executivo muito conceituado no setor elétrico brasileiro, foi designado pela Eletrobras para a vice-presidência da Celpa, numa espécie de “intervenção branca”.

O que se dizia era que ele tinha “carta branca” para tomar as decisões que julgasse necessárias para o saneamento e recuperação financeira da empresa. Ou algo deu errado, ou Decat acabou julgando impossível a missão para a qual fora designado, tanto que em janeiro deste ano acabou voltando à Eletrobras, para assumir a presidência de Furnas. Com a saída dele, o próprio Jorge Queiroz decidiu assumir pessoalmente o comando da empresa, com o objetivo de reestruturá-la.

Há também, segundo algumas fontes, a possibilidade de o Grupo Rede buscar parceria para capitalizar a empresa, abrindo mão de uma parte sem se desfazer totalmente do negócio.

(Diário do Pará)

Comentários Recentes

  • José disse: Comentário postado em 29/02 Quarta-feira às 08:24h "Uma das coisas que encarecem as contas de energia eletrica é tarifa de ICMS cobrado pelo governo do estado do Pará. Não exatamente quanto é cobrado na conta de energia eletrica, mais a tarifa de ICMS no Pará é de 30%. Também acho que pagamos caro por uma energia produzida dentro do nosso proprio estado ou não???. Eu vi um especialista dizendo que o que encarece também as tarifas cobrada para custear ou pagar a construção dessas hidroeletricas, Já faz decadas que terminaram as contruções e que ainda nos pagamos. Deve faltar incentivo do governo nessa área ou os gestores não foram bons. "
  • alessandro disse: Comentário postado em 14/12 Quarta-feira às 12:54h "eu só espero que os novos donos da celpa não venham com esse negócio de demissões,pois a primeira coisa que eles vão alegar é corte de gastos,
    eu trabalho em um grupo de cinco operadores de usina e aqui tá quase desativando......se falar em demissões vai dar sangue nas canelas...."
  • Bruno César disse: Comentário postado em 13/12 Terça-feira às 22:42h "Pagando nosso salário em dia é o que há. Clientela na sua maioria é uma cambada de vagabundos que consomem energia e depois alegam que não consumiram absolutamente nada. Vivem reclamando quanto ao valor alto da tarifa de energia, mas esquecem que o valor do kwh é de centavos, mas pra garantir a cachaça do final de semana tem sempre dinheiro. Reclamam quando ocorre o corte no fornecimente e acha justissimo dever as contas. Pra nós os clientes que tem razão, são aqueles que pagam as contas em dia, aqueles que atrasam, não tem moral alguma."
  • carlos roberto disse: Comentário postado em 10/12 Sábado às 13:38h "Em virtude da legislação em vigor do setor elétrico brasileiro, a concessionaria de energia no estado do Pará deve ser de propriedade do estado e/ou federalizada pela união, é inviável para a iniciativa privada estabelecer um programa de desenvolvimento para atingir patamares de excelência. O caso do estado do Pará é único exclusivamente social. "
  • JOSÉ RIBAMAR disse: Comentário postado em 09/12 Sexta-feira às 11:38h "QUE PENINHA, A REDE CELPA ESTÁ FALINDO. VOCE ACREDITA NISSO ?É MAIS UMA ENGANAÇAO PARA DEPOIS ELES ESSES VAGABUNDOS REAJUSTAREM A ENERGIA. JA NAO BASTA ESSA ENERGIA A MAIS CARA DO BRASIL. O ALMIR CARA DE RATO, NO SEU GOVERNO VENDEU A REDE-CELPA PARA ESSE GRUPO DE BANDIDOS POR 450.000.000 MILHOES. ESSE DINHEIRO AINDA NAO APARECEU NA CONTA DO ESTADO. O CARA DE RATO DEVE TER PEGO UMA PARTE E A OUTRA O JATENE EMBOLSOU. ESSES VAGABUNDOA VAO QUERER REAJUSTAR A ENERGIA E VEM COM ESSA QUE A EMPRESA ESTÁ FALINDO. QUE PENINHA. O CARA ARRECADA BILHOES ANUAIS, E AINDA VEM DIZER QUE ESTÁ FALINDO. VAO PARA O INFERNO VOCES SEUS LADROES !!"
Mostrar mais comentários [+]
Siga-me

Lojas do Tem! (Classificados)


IT Center
Shopping Pátio Belém - 2o piso
Shopping Castanheira - 1o piso
Gaspar Viana, nº 778
Yamada Plaza (Av. Gov. José Malcher)
Yamada Plaza (Castanhal)
Formosa Duque (Subsolo)
Formosa Cidade Nova (Subsolo)
RBA - Av. Almirante Barroso, 2190


Call Center Tem! (Classificados)
(91) 4006-8000

Fale Conosco

(91) 3084-0100

Central do Assinante

(91) 4006-8000

Endereço

Av. Almirante Barroso, 2190
CEP 66095.000 - Belém-PA

Redação


(91) 3084-0119
(91) 3084-0120
(91) 3084-0126
(91) 3084-0100

Ramais: 0209, 0210 e 0211

Twitter