Notícias Esporte Você Comunidade

OURILÂNDIA DO NORTE

Dívida da prefeitura é de quase R$ 10 milhões

Pará
Publicidade

Domingo, 08/07/2012, 06h38

Mentiras que têm consequências graves

Tamanho da fonte:

Recentemente, a população de Belém conheceu a história da universitária Suzan Paola Fadell Corrêa, de 22 anos, que teria forjado um suposto sequestro para se isentar da responsabilidade de não ter concluído o Trabalho de Conclusão de Curso (TCC).

A situação da estudante chama a atenção da sociedade para um problema muito comum que é o costume que muitas pessoas têm de “criar” situações para escapar de uma responsabilidade ou compromisso. Elas talvez não saibam, mas isso pode se tratar de distúrbios psicológicos que precisam ser tratados o quanto antes, do contrário pode trazer consequências sérias.

De acordo com o psicólogo Davi Medeiros, são vários os motivos que o indivíduo usa para justificar a mentira que conta. Independente deles, a situação criada ou inventada pode trazer danos não somente a pessoa que mentiu como também para as pessoas que convivem com ela. “Cada caso possui a sua particularidade. Por isso, devem ser analisados de maneiras distintas. Há situações que podem se tratar de um distúrbio psicológico e outras denotam uma questão de caráter mesmo – neste caso, a situação é mais grave e passa a ser estudada a partir da Sociopatia”, comentou.

De uma maneira geral, este comportamento começa a ser desenvolvido quando o indivíduo ainda é criança e começa a inventar histórias e situações para fugir da culpa de algo errado. “Se isto se tornar constante e caminhar de forma tendenciosa, as vezes até pela maldade, aí os pais devem começar a se preocupar em acompanhar os filhos”, alertou Davi. “A mentira, na maioria das vezes, é um desvio de conduta e pode ser tratado”, frisou.

MEDO

No caso de Paola, o psicólogo disse que não é possível, sem conhecer a estudante, diagnosticar se ela sofre ou não de algum desvio e, caso sofresse, apontar em que grau o problema está. “É preciso conhecer o que ela afirma ser o motivo para a situação criada e verificar o contexto social em que ela convive. O caso que toda mentira é um abismo que leva a outro abismo”, ressaltou Davi.

Em alguns casos, o desvio é justificado pelo medo que a pessoa tem de viver a realidade ou de encarar uma situação verdadeira, por isso acaba fantasiando uma situação que não condiz com a verdade. “A verdade tem um preço no qual muitos não querem pagar. Daí recorrem à mentiras que só são descobertas quando a pessoa é encurralada e não tem mais como forjar alguma situação”, destaca o psicólogo

Na delegacia, Paola alegou ter medo da reação da mãe, Joseane Fadell, quando soubesse que a filha não tinha concluído o TCC.

Vizinhos acreditam que jovem agiu com medo da mãe

Uma vizinha da jovem, Lindalva Luz, acredita que a justificativa dada por Paola seja verdadeira, pois a estudante foi criada por uma família com pessoas corretas. “Todos aqui viram essa menina crescer e jamais vimos ela se meter em nenhum tipo de confusão”, comentou.

Lindalva aponta que dentre as consequências que a mentira de Paola gerou foi o desespero da própria mãe – a quem ela não queria decepcionar. “A mãe dela chorava muito, fizemos até uma corrente de orações na casa dela”, disse.

Outro vizinho de Paola, que não quis se identificar, também considera importante não julgar as atitudes da jovem. “Ela é filha única, a conheço desde criança. Não sabiamos se ela estava preparada psicologicamente para enfrentar o TCC. Talvez ela tenha forjado isso, sem pensar”, atentou. A reportagem foi até a residência de Paola, mas não havia ninguém no imóvel.

(Diário do Pará)

Comentários Recentes

  • ARMANDO MALATO disse: Comentário postado em 09/07 Segunda-feira às 13:37h "~Esta ocorrência, não tem nada a vêr com disturbios de qualquer tipo. O que aconteceu mesmo, foi a aplicação do "jeitinho brasileiro", que juridicamente chamamos crime de má fé. O resto é história de carochinha."
Mostrar mais comentários [+]
Siga-me

Lojas do Tem! (Classificados)


IT Center
Shopping Pátio Belém - 2o piso
Shopping Castanheira - 1o piso
Gaspar Viana, nº 778
Yamada Plaza (Av. Gov. José Malcher)
Yamada Plaza (Castanhal)
Formosa Duque (Subsolo)
Formosa Cidade Nova (Subsolo)
RBA - Av. Almirante Barroso, 2190


Call Center Tem! (Classificados)
(91) 4006-8000

Fale Conosco

(91) 3084-0100

Central do Assinante

(91) 4006-8000

Endereço

Av. Almirante Barroso, 2190
CEP 66095.000 - Belém-PA

Redação


(91) 3084-0119
(91) 3084-0120
(91) 3084-0126
(91) 3084-0100

Ramais: 0209, 0210 e 0211

Twitter